Author Archives: poligonia

O fim de uma agonia polivalente

Estamos prontos para fim? É claro que não, o fim não é tão facilmente experienciável, tendo em vista que o fluxo da vida coloca em cada fim um começo, ou melhor, um novo começo – seria o fim um recomeço? … Continue reading

Posted in Filosóficos | 2 Comments

Gatos

                   

Posted in Fotos | Comments Off on Gatos

Por um apelo à vida: Esboço de uma filosofia nietzscheana

  Baixar em .pdf   “Recompensa mal um mestre aquele que se contenta em ser discípulo”. (Zaratustra) A filosofia de Friedrich Nietzsche é a expressão de um pensamento que se dobra e redobra em si mesmo, nos soando muitas vezes … Continue reading

Posted in Filosóficos | Comments Off on Por um apelo à vida: Esboço de uma filosofia nietzscheana

Teatro Mágico

  Harry Haller olha-se em um espelho quebrado onde contempla as suas diversas faces que nem ele mesmo conhece; mas que estão ali e fazem parte do seu ser. Depois de Descartes somos no mínimo dois, e depois de Nietzsche … Continue reading

Posted in Devaneios | 4 Comments

Noturno

O aço dos meus olhos E o fel das minhas palavras Acalmaram meu silêncio Mas deixaram suas marcas… Se hoje sou deserto É que eu não sabia Que as flores com o tempo Perdem a força E a ventania Vem … Continue reading

Posted in Diários... | Comments Off on Noturno

Poema de Bertold Brecht

Alegrias, as desmedidas. Dores, as não curtidas. Casos, os inconcebíveis. Conselhos, os inexeqüíveis. Meninas, as veras. Mulheres, insinceras. Orgasmos, os múltiplos. Ódios, os mútuos. Domicílios, os temporários. Adeuses, os bem sumários. Artes, as não rentáveis. Professores, os enterráveis. Prazeres, os … Continue reading

Posted in Poéticos | Comments Off on Poema de Bertold Brecht

Transporte Coletivo

  Ônibus lotado, Restinga Nova centro/bairro 22:45h… Seguindo as minhas leituras acerca de uma suposta noção de natureza humana em  Montaigne – o meu mais atual pedantismo… Resolvo prestar atenção, após uma parada para respirar, naquilo que as pessoas diziam… … Continue reading

Posted in Diários... | 1 Comment

Melancolia

Nenhuma palavra pode atingir 0 sentimento encarcerado no meu ser: nostalgia de uma palavra vazia, uma canção que já inicia com um adeus ou um amém. Sou eu comigo mesmo, um silêncio profundo e uma palavra nenhuma. Os passos diante … Continue reading

Posted in Poéticos | 1 Comment

Curso do Professor Giacóia sobre Nietzsche

Estou disponibilizando a gravação de um curso que participei ministrado pelo professor Oswaldo Giacóia, sobre Nietzsche, que foi ministrado em Porto Alegre/RS, no mês de julho de 2007. Clique nos links abaixo: Primeiro dia | Segundo dia | Terceiro dia … Continue reading

Posted in Arquivos | 1 Comment

Deus se fez carne, tornou-se vontade…

"A fé, como eu a entendo, não é fácil de traduzir em palavras. Talvez possa ser assim expressa: Creio que, apesar do seu absurdo patente, a vida ainda assim tem um sentido; eu me resigno a não poder perceber este … Continue reading

Posted in Guilherme Niemand | Comments Off on Deus se fez carne, tornou-se vontade…